Menu fechado

Desenvolvimento Seguro

Desenvolvimento Seguro CECyber

O programa de Desenvolvimento Seguro da CECyber busca estabelecer padrões de segurança na esteira de Desenvolvimento de Software.

O curso é orquestrado na plataforma de gestão da CECyber e é ancorada nos conceitos dos projetos OWASP Top 10, que são referências para o desenvolvimento seguro do mundo. O programa também é alinhado com os conceitos do projeto SANS 25  e Secure Development Lifecycle.

 A grade do curso é focada na experiência prática do aluno, utilizando ferramentas para treinamento prático em codificação segura e exploração de vulnerabilidades.

Cursos

Workshop Introdução à Segurança em Software

Público-alvo: Gerentes de TI, Coordenadores e Líderes de Desenvolvimento, Analistas de Sistemas, Analistas de Requisitos, Desenvolvedores.

Duração: 4 horas

Secure Development Foundation

Público-alvo: Desenvolvedores

Duração: 12 horas

Secure Development Professional

Público-alvo: Desenvolvedores, TechLeaders, Arquitetos de Software e Security Champions.

Duração: 40 horas

Experiência Prática

CECyber Arena

  • Plataforma que reproduz uma aplicação Web real e que apresenta um grande número de falhas de segurança em sua estrutura;
  • Alunos são expostos a uma série de desafios, do nível básico ao avançado, que envolvem as 10 principais vulnerabilidades do projeto OWASP Top 10;
  • Programa engloba mais de 90% dos riscos* mais críticos das aplicações Web.

Security Labs

  • Plataforma que insere desenvolvedores em laboratórios e desafios práticos de codificação segura, com avaliação e mitigação de vulnerabilidades;
  • 9 linguagens de programação;
  • 99 exercícios de codificação segura de diversos níveis de complexidade;

 

“Em 20 anos atuando em desenvolvimento de software, pude constatar que o mercado de desenvolvimento, fábricas de software e os próprios desenvolvedores não estão preparados para combater os ataques cibernéticos. O principal motivo é a falta de conhecimento sobre o assunto, pois não existe preparação sobre codificação segura nas faculdades, cursos técnicos e tão pouco no ambiente corporativo. Contrastando com esse cenário, temos os Hackers com habilidades e conhecimentos avançados sobre todos os aspectos de Software e da própria TI e, o pior, eles têm todo o tempo do mundo para estudar, criar e testar novas formas de atacar as aplicações. É uma luta desigual que só pode ser equilibrada com o aculturamento e a capacitação dos desenvolvedores no tema CODIFICAÇÃO SEGURA”.

Fabio Moraes, Cyber Officer CECyber